Advertisement

Main Ad

RESENHA: Três coisas sobre você - Julie Buxbaum



Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante...

***AVISO DE GATIHLO: A resenha e o livro podem conter gatilhos para morte de familiares, luto, uso de drogas e bullying.

Ok, preciso começar essa resenha dizendo que AMEI ESSE LIVRO! Não esperava que isso fosse acontecer, comecei a leitura sem nenhuma expectativa, apenas curiosidade para saber qual era a história. E fui totalmente surpreendida pelo enredo e como ele é desenvolvido ao longo do livro.

Vou deixar avisado aqui no começo: você vai precisar bancar detetive, assim como eu, e descobrir que é AN sozinhe. Como sempre, essa é uma resenha sem spoilers.

“Três coisas sobre você” conta a história de Jessie Holmes: uma adolescente de 16 anos, que perdeu a mãe há setecentos e trinta e três dias. Sim, ela fez as contas. Após a morte da mãe, Jessie vê sua vida mudar completamente e entre tomar conta da casa, estudar e tentar ter uma vida social, ela percebe que seu pai não é mais a mesma pessoa de antes.

As coisas só pioram quando ele conhece outra pessoa pela internet e meses depois decide se casar com ela. Já disse que ela precisa mudar de estado? Pois é, isso acontece. Isso, é claro, significa escola nova e conhecer outras pessoas. Jessie sente como se estivesse vivendo seu maior pesadelo e ele não chega ao fim.
- Só porque você é forte não quer dizer que não possa pedir ajuda às vezes.
As coisas começam a ficar um pouquinho interessantes depois de seu primeiro dia de aula, que foi um completo desastre. É aí que ela recebe um e-mail de um tal Alguém Ninguém, que se dispõe a ser “seu guia espiritual virtual”, com uma condição: que ele possa “permanecer no manto do anonimato” – palavras dele(a), não minhas.

Julie Buxbaum nos proporciona uma história real, sobre perda e como cada personagem lida com o seu luto, mas também sobre amizade e sobre temas mais difíceis, como ser a pessoa que não se encaixa nos padrões estéticos e que acaba sendo isolada por isso.

Os leitores podem se identificar com a história da Jessie. Escola nem sempre é algo fácil e a autora mostra isso muito bem. O livro trata de várias coisas que fazem parte do cotidiano de todo adolescente e elas são mostradas de forma leve e que fazem você se identificar com cada personagem.
Ouço a minha mãe dentro da minha cabeça, só por um segundo, já que a voz dela praticamente evaporou – passou de água para ar, ou talvez tenha se desintegrado, da terra ao pó –, mas por um segundo ela está ali comigo: Outras pessoas não podem fazer com que você se sinta idiota. Só você.
O mistério de quem é AN é algo que te prende e faz com que parar de ler seja totalmente impossível. Preparem a sua torcida, temos ótimos candidatos para essa vaga! E, pela primeira vez, eu acertei quem era a tal pessoa misteriosa. Normalmente, sou péssima nessas coisas, mas anos de Pretty Little Liars me ensinaram uma coisinha ou outra. Passei o livro todo tentando descobrir quem é AN e mudando de opinião em vários momentos, acreditando que é uma pessoa para depois mudar de ideia e mais tarde descobrir que estava certa.

“Três coisas sobre você” têm um pouco de mistério, comédia, o bom e velho drama de adolescente e, é claro, romance. Uma boa leitura se você está precisando de um livro leve e sem muita complexidade, apenas para relaxar e dar umas boas risadas e, quem sabe, relembrar um pouco do seu tempo de escola.
Dizem que a felicidade no ensino médio é indiretamente proporcional ao sucesso que você terá na vida.

Postar um comentário

0 Comentários