Advertisement

Main Ad

RESENHA: Anne de Green Gables - Lucy Maud Montgomery


Quando os irmãos Marilla e Matthew Cuthbert, de Green Gables, na Prince Edward Island, no Canadá, decidem adotar um órfão para ajudá-los nos trabalhos da fazenda, não estão preparados para o "erro" que mudará suas vidas: Anne Shirley, uma menina ruiva de 11 anos, acaba sendo enviada, por engano, pelo orfanato.

Apesar do acontecimento inesperado, a natureza expansiva, sempre de bem com a vida, a curiosidade, a imaginação peculiar e a tagarelice da menina conquistam rapidamente os relutantes pais adotivos. O espírito combativo e questionador de Anne logo atrai o interesse das pessoas do lugar – e muitos problemas também.

No entanto, Anne era uma espécie de Pollyanna, e sua capacidade de ver sempre o lado bonito e positivo de tudo, seu amor pela vida, pela natureza, pelos livros conquista a todos, e ela acaba sendo "adotada" também pela comunidade.

Normalmente, quando um livro é adaptado, prefiro ler primeiro e assistir ao filme ou série depois. Com Anne de Green Gables foi diferente: primeiro assisti a série e depois li o livro, porque estava me sentindo órfã de todos aqueles personagens.

Um dos meus maiores medos era que muitas das coisas que eu amava em Anne with an E existissem apenas no roteiro da série e que o livro fosse totalmente diferente. Mas logo nas primeiras páginas você reconhece os diálogos e foi aí que eu percebi que não precisava mais me preocupar com as diferenças.

Se você não conhece nada sobre essa obra, Anne de Green Gables conta a história de uma garota órfã que foi adotada, por engano, pelos irmãos Marilla e Matthew Cuthbert. Eles pretendiam adotar um garoto para ajudar nas tarefas da fazenda, mas quem acabou aparecendo foi Anne Shirley.

Mesmo percebendo o engano, Matthew decide levar a menina para Green Gables e, durante o trajeto, começa a se apegar a ela, com seu jeito falante e suas palavras difíceis. Depois de uma certa relutância, por parte de Marilla, os irmãos decidem ficar com Anne.

– Você é apenas Anne de Green Gables – falou séria. – E eu te vejo exatamente como você é agora sempre que tento imaginar que é Lady Cordélia. Mas é um milhão de vezes melhor ser Anne de Green Gables do que ser Anne de nenhum lugar especial, não é?

Anne tem um temperamento muito forte, principalmente, quando provocado e é bastante teimosa quando toma uma decisão. Ela também é muito atrapalhada e se mete nas confusões mais absurdas, como ficar bêbada com a melhor amiga, por engano. Enquanto alguns chamariam isso de azar, Anne essas situações como erros próprios e que "amanhã é um novo dia, sem erros cometidos... ainda" e ela nunca comete o mesmo erro duas vezes.

Minha parte favorita foi ver a relação que Anne criou com os irmãos Cuthbert, principalmente com Matthew, a quem ela chamava “alma irmã”. Eles são completamente opostos: a garota fala pelos cotovelos, enquanto o homem é extremamente tímido e quase não fala. De alguma forma, eles se entendem e tem uma amizade linda, que me fez sorrir em vários momentos (e chorar em alguns).

Já com Marilla, as coisas parecem um pouco mais difíceis, por ela ser mais dura com a garota e querer mudar algumas coisas nela. Com o tempo, ela aprende a amar Anne exatamente como ela é e a vê como a filha que nunca teve. E essa é outra relação incrível de se acompanhar.

Contudo, ela tinha aprendido a amar essa garota esbelta e de olhos cinzentos, com uma afeição que, por não ser demonstrada, parecia ainda mais profunda e forte. Na verdade, Marilla temia que esse amor a tornasse demasiadamente indulgente: tinha uma sensação incômoda de que era quase um pecado ter, por uma criatura humana, um sentimento tão intenso como o amor que nutria por Anne.

O livro é repleto de personagens maravilhosos e que nós conhecemos através dos anos. Outros destaques são Diana – a melhor amiga de Anne, que é praticamente sua alma gêmea – e Gilbert, o arqui-inimigo de Anne, por uma infeliz provocação, o que levou a jura de inimizade eterna. Confesso que é realmente impressionante a mágoa que Anne guarda do Gilbert ao longo do livro, mas vou deixar isso no ar e te fazer ler o livro para descobrir.

Anne de Green Gables é aquele livro incrível, que vai te fazer rir e deixar o seu coração quentinho. E se você, assim como eu, assistiu a série e tem receio de ler o livro, pode ficar tranquilo, porque tudo que torna Anne with an E tão incrível está nas páginas dessa história e com o bônus de coisas que nunca chegaram à série e são igualmente ótimas!

 

 


Postar um comentário

0 Comentários