LANÇAMENTOS: Globo Livros - Abril/2017


Tintos e Tantos
Autor: Stephanie Danler
Tradutor: Fal Azevedo
Paginas: 360
"Imagine ter 22 anos e um futuro nada promissor pela frente. Em meio ao tédio de um verão sufocante na cidadezinha onde passou toda a sua vida, você decide jogar tudo para o alto, juntar as suas poucas tralhas e pegar a estrada para Nova York. Sozinha na selva de pedra, sem nenhum amigo e vivendo em um quarto minúsculo no descolado bairro de Williamsburg, o único emprego que aparece é o de garçonete em um celebrado restaurante em Manhattan. O que a princípio parece ser apenas uma forma de pagar as contas, logo irá se revelar como a porta de entrada para um mundo novo — delicioso e irresistível.É assim que começa um ano que irá mudar para sempre vida da nossa protagonista, quando ela conhecerá de perto o universo caótico, encantador e também perigoso da pequena elite de Nova York, assim como o lado mais luminoso — e cruel — da cidade que escolheu como lar.

Ela passa por um verdadeiro curso intensivo sobre como degustar ostras, experimentar os melhores champanhes, ceder aos apelos das safras mais desejadas e como se perder junto a amigos que adornam capas de revistas, carreiras infinitas de cocaína, festas luxuriosas, amores desesperados e brindes até altas horas em balcões de bares badalados. À medida que seu apetite é despertado — por pratos deliciosos e vinhos renomados, mas também por sabedoria, novas experiências e pertencimento — acompanhamos Tess se perder em um triângulo amoroso que parece fadado ao fracasso.

Em Tintos e tantos, Stephanie Danler relembra suas próprias experiências para compor uma história sincera e autêntica sobre a transição de uma menina em mulher e os percalços de uma jovem que resolve abandonar uma vida no meio do nada para viver no centro do universo. Ela recria com habilidade notável a rotina repleta de movimento e adrenalina de um restaurante — os diálogos interrompidos, as frases entreouvidas, a concorrência desleal e as traições sem disfarces — ao mesmo tempo em que reproduz com talento notável todas as possibilidades infinitas da beleza, da fragilidade e da violência de ser jovem na metrópole.

Tintos e tantos é um romance que irá desafiar todos os seus sentidos, evocando o paladar e o apetite, o amor e o desejo em uma trama apaixonante sobre o poder que descobrimos possuir após irmos do auge ao fundo do poço e a sabedoria que conquistamos ao transformar essas experiências amargas em doces vitórias."


O amigo do rei
Autor: Geordie Greig
Tradutor: Vera Giambastiani
Paginas: 352
"Gago, introspectivo e tímido, o jovem Príncipe Albert desde sempre parecia carta fora do baralho na sucessão do trono inglês, eclipsado pela carismática figura do irmão mais velho, o sedutor Príncipe Edward. Quis o destino, porém, que coubesse ao hesitante e improvável Albert entrar para a história como o Rei George VI, pai da Rainha Elizabeth II, monarca respeitado e sólido líder moral.

Este livro, escrito pelo jornalista Geordie Greig, traz uma visão reveladora do mundo da realeza e destaca episódios cruciais dos anos de formação de Albert. Baseado em diários, cartas inéditas, entrevistas com dezenas de fontes palacianas e até em conversa pessoal com a Rainha Mãe, é a narrativa da amizade do príncipe com seu tutor, médico, e confidente Louis Greig – o homem que incutiu confiança, prazer de viver e capacidade de superação na personalidade do futuro rei George VI, inclusive encorajando, no papel de incansável cupido, o romance com Elizabeth Bowles-Lyon, a futura Rainha Mãe.

Louis Greig, estrela internacional do rugby, herói de guerra, competente médico naval. Com essas credenciais, ingressou no círculo fechado da realeza britânica para, involuntariamente, exercer um papel que determinaria o destino da casa real mais poderosa do Ocidente. Autoconfiante, enérgico e entusiasmado, em um governante capaz de estreitar, como Rei George VI, os laços da monarquia com o povo num momento de grande perigo e de conduzir a nação durante a Segunda Guerra Mundial."


David Bowie: uma vida em canções
Autor: Rob Sheffield
Tradutor: George Schlesinger
Paginas: 304
"Até a sua morte em 10 de janeiro de 2016, David Bowie criou obras de arte que não só romperam todas as fronteiras como ajudaram os fãs a ver o mundo a partir de novas perspectivas. Ele utilizou suas armas musicais e visuais sempre em evolução para construir uma comunidade única ao redor do globo. Bowie passou cinquenta anos procurando maneiras originais de surpreender e desafiar o nosso senso do que era possível na arte, na música e na vida. E é por isso que tantas pessoas diferentes se reconhecem em suas canções. Ser um fã de Bowie é uma aventura como nenhuma outra.

Quando a notícia de sua morte foi divulgada, o mundo entrou em luto. Só então foi revelado que o artista que criou Ziggy Stardust e Aladdin Sane estava lutando em segredo contra o câncer. Bowie lançou sua obra-prima final, Blackstar, em seu aniversário de 69 anos — dois dias antes de falecer. Ele foi um artista que jamais temeu a mudança e nunca parou de experimentar — até o fim, enfrentando a sua mortalidade e transformando a morte em uma obra de arte. Nenhuma estrela do rock construiu uma ligação tão duradoura e poderosa com seu público. E, como mostra este livro, o amor entre Bowie e seus fãs era mútuo.

Em David Bowie: uma vida em canções, o jornalista da Rolling Stone e fã de Bowie por toda a vida, Rob Sheffield, escreve uma carta de amor ao artista que tocou tantas vidas. Sheffield explora os momentos cruciais da carreira de Bowie, desde sua descoberta do glam-rock até Blackstar. O autor utiliza seu grande conhecimento eclético no campo musical para revisitar todas as fases e todos os momentos marcantes da vida de Bowie por meio de suas turnês, seus álbuns e suas canções. Neste completo retrospecto da carreira do ídolo dedicado tanto aos fãs de longa data quanto àqueles que acabaram de se apaixonar pelo maior astro de todas as galáxias, ele deixa claro por que David Bowie permanecerá, para sempre, inesquecível."

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.